NotíciasSão João del-ReiSaúde

SAIBA ONDE PROCURAR ATENDIMENTO MÉDICO EM SÃO JOÃO DEL-REI EM CASO DE SUSPEITA DE DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA

Na manhã de quinta-feira, dia 21, a Secretaria de Saúde de São João del-Rei informou que algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ofertarão hidratação e medicação intravenosa para casos de arboviroses (dengue, zika e chikungunya), uma medida que visa reduzir o fluxo de pacientes a serem atendidas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Segundo informações da Secretaria de Saúde, as UBS já estão com o atendimento aos casos de arboviroses em pleno funcionamento.

As UBS que estão oferecendo o tratamento são: UBS/ESF São Sebastião da Vitória; UBS Rio das Mortes; UBS/ESF Cohab; UBS/ESF Colônia do Marçal; UBS/ESF Senhor dos Montes; UBS/ESF Dom Lucas; UBS/ESF Tijuco 0801/0803; UBS/ESF Bonfim. As unidades funcionarão de segunda a sexta-feira.

No mesmo dia, a assessoria e a administração do Hospital Nossa Senhora das Mercês informou que o pronto-socorro do Hospital, que já funciona como retaguarda hospitalar para a rede de urgência e emergência, incluindo UPA e SAMU, agora reforçará seu atendimento devido à epidemia de arboviroses no município.

Segundo informações do Hospital Nossa Senhora das Mercês, “foi necessário adequar o espaço físico e colocar mais colaboradores (técnicos de enfermagem, recepcionista e um segundo médico) para atender no pronto socorro e criou-se, também, uma enfermaria, pois os leitos estão sendo insuficientes”. Ainda, conforme informações da assessoria do Hospital, o novo médico de reforço trabalhará especialmente para o atendimento de casos de arboviroses e que “mesmo com essas mudanças, o plantonista do pronto socorro continua dedicado a atender as demandas dos demais pacientes”.

O atendimento no Hospital Nossa Senhora das Mercês será realizado por convênio ou por encaminhamento do SUS, via SUS Fácil e SAMU, de acordo com a urgência e triagem de cada caso. A assessoria do hospital alega que “ Não existe um número específico de pacientes que podem ser atendidos, mas esse atendimento varia de acordo com a disponibilidade de leito contrato pelo gestor do município”.

Não obtivemos resposta da Santa Casa de Misericórdia ainda

Qual a sua reação?

Animado(a)
0
Feliz
0
Apaixonado(a)
0
Não tenho certeza
0
Bobo(a)
0

Deixe o seu comentário

Mais em:Notícias