NotíciasRegião

PATRIMÔNIO MUNDIAL DA HUMANIDADE, OURO PRETO POSSUI 313 ÁREAS DE RISCO

Foto: Jair Amaral/EM

A Defesa Civil de Ouro Preto contabiliza ao menos 313 pontos de risco geológico alto e muito alto no município. Só na última quinta-feira (13), o órgão conduziu a remoção de ao menos 80 famílias do Bairro Taquara, uma das regiões onde os temporais desta semana causaram mais estragos.

A situação também é crítica em bairros como o São Cristóvão, Piedade e Santa Cruz. Desde 8 de janeiro, 252 pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas. A cidade histórica registra ainda um óbito em decorrência das chuvas.

Até o momento, 35 imóveis nas redondezas do Morro da Forca, que deslizou na manhã da última quinta-feira (13), foram evacuados, o que inclui a Praça da Estação e a Rua Doutor Pacífico Homem.

A Defesa Civil ainda não divulgou quantas pessoas foram retiradas do local, nem para onde elas foram direcionadas. A área, segundo o órgão, permanecerá interditada por tempo indeterminado.

O deslizamento destruiu casarão do século XIX – o Solar Baeta Neves – , além de outro imóvel usado como depósito. Ambos pertenciam à prefeitura de Ouro Preto.

Fonte: Estado de Minas

Qual a sua reação?

Animado(a)
0
Feliz
0
Apaixonado(a)
0
Não tenho certeza
0
Bobo(a)
0

Deixe o seu comentário

Mais em:Notícias