NotíciasSão João del-Rei

CREA-MG REFORÇA FISCALIZAÇÃO EM OBRAS DE SÃO JOÃO DEL-REI 

FOTO: Divulgação

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (CREA-MG), está realizando desde a última segunda-feira (02), uma força-tarefa para fiscalizar a atuação profissional nas áreas de engenharia, agronomia e geociências na cidade de São João del-Rei. A blitze reúne uma equipe composta por sete fiscais para percorrer cerca de 175 obras e empresas, e tem como objetivo potencializar a fiscalização de rotina, promovendo a segurança da sociedade e dos contratantes.

O inspetor-chefe do Crea-MG em São João del-Rei, engenheiro mecânico Luiz Ricardo Pena, ressalta que o município é considerado um núcleo urbano de bastante importância na região, com destaque para o comércio, turismo e educação. “Essas atividades movimentam a economia e acabam refletindo, por exemplo, no aumento do número de obras. Mas, vale ressaltar que o Crea-MG não fiscaliza somente construção civil, mas, sim, toda atividade que requeira o trabalho de engenheiros, agrônomos e geocientistas”, afirma Luiz Ricardo.

Durante a ação, os fiscais exigem a participação efetiva e declarada de profissionais habilitados e empresas regulares à frente de serviços de engenharia, agronomia e geociências. O gerente da Divisão de Fiscalização, engenheiro eletricista Nicolau Neder, explica que o profissional deve ter atribuição para exercer a atividade e deve emitir a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Já a empresa deve ser registrada no Crea-MG e possuir quadro técnico compatível com as suas atividades. “Mais do que atender a uma exigência legal, a participação do profissional nas atividades técnicas garante ao contratante as melhores soluções, respeitando o bem-estar social e humano, especialmente o coletivo, os critérios de segurança e o equilíbrio ambiental”, reforça Nicolau.

O balanço do último ano realizado pelo Crea-MG em São João Del Rei realizou um total de 572 ações de fiscalização, com a expedição de 193 autos de infração. Em todo o estado, foram realizadas 52.165 ações, que resultaram em 27.608 autuações. Desse total, 71,5% são referentes à falta de responsável técnico.

Qual a sua reação?

Animado(a)
0
Feliz
0
Apaixonado(a)
0
Não tenho certeza
0
Bobo(a)
0

Deixe o seu comentário

Mais em:Notícias