Notícias

PIS/PASEP SERÁ PAGO A 23 MILHÕES DE TRABALHADORES; VÍTIMAS DE ENCHENTES TERÃO PRIORIDADE

FOTO: Banco de Imagens

Trabalhadores de Minas Gerais e Bahia serão os primeiros a receber o abono do PIS/Pasep em 08 de fevereiro, independente do mês de nascimento. O governo anunciou a antecipação da minimizar o impacto das chuvas e estima que, até o momento, 107 mil trabalhadores terão direito ao benefício.

Para os demais que tiveram registro em carteira em 2020 o calendário seguirá as datas de nascimento, com pagamento a partir de fevereiro. São cerca de 23 milhões de brasileiros na fila do recebimento entre fevereiro e março, segundo o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni.

Confira as datas de  pagamento: 

Nascidos em Janeiro recebem a partir de 8 de Fevereiro;

Nascidos em Fevereiro recebem a partir 10 de Fevereiro;

Nascidos em Março recebem a partir 15 de Fevereiro;

Nascidos em Abril recebem a partir 17 de Fevereiro;

Nascidos em Maio recebem a partir 22 de Fevereiro;

Nascidos em Junho recebem a partir 24 de Fevereiro;

Nascidos em Julho recebem a partir 15 de Março;

Nascidos em Agosto recebem a partir 17 de Março;

Nascidos em Setembro recebem a partir 22 de Março;

Nascidos em Outubro recebem a partir 24 de Março;

Nascidos em Novembro recebem a partir 29 de Março;

Nascidos em Dezembro recebem a partir 31 de Março.

A Caixa, responsável pelos benefícios dos contratados pela iniciativa privada, deve pagar cerca de 19 bilhões e meio. Já o Banco do Brasil vai liberar os valores para cerca de um milhão de servidores públicos inscritos no Pasep.

A consulta para saber quem tem direito ao PIS será aberta em 1º de fevereiro pelos aplicativos Caixa Trabalhador e Caixa Tem. O Banco do Brasil não informou a data de abertura da consulta.

Cada mês trabalhado rende 101 reais, portanto, o abono pode variar desse mínimo até 1.112 reais, no caso, para quem trabalhou registrado o ano todo.

 

Qual a sua reação?

Animado(a)
0
Feliz
0
Apaixonado(a)
0
Não tenho certeza
0
Bobo(a)
0

Deixe o seu comentário

Mais em:Notícias