EconomiaNotícias

AUXÍLIO EMERGENCIAL SERÁ PRORROGADO POR MAIS DOIS MESES

Foto: Internet/Reprodução

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, garantiu nesta terça-feira (08) durante conferência virtual do Bradesco BBI em Londres, que o Auxílio Emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. O benefício, que começou a ser pago em abril de 2020 e estava previsto para terminar em julho de 2021, será estendido até setembro, com possibilidade de ser prorrogado ainda mais, dependendo do ritmo de vacinação da população adulta do país.

De acordo com o ministro, o Presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo, se será de dois ou três meses. Os recursos para a prorrogação do auxílio serão proporcionados por meio de abertura de crédito extraordinário, mas ainda não foi confirmado o valor das novas parcelas. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões, e beneficia aproximadamente 39 milhões de pessoas.

Guedes acrescentou que após o término do auxílio, entrará em vigor o novo programa social que substituirá o Bolsa Família. O ministro não entrou em detalhes, mas afirmou que o programa incluirá mais beneficiários, mas terá “linhas conservadoras” e ficará dentro da regra de teto de gastos.

Qual a sua reação?

Animado(a)
0
Feliz
0
Apaixonado(a)
0
Não tenho certeza
0
Bobo(a)
0

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Economia